Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Aprovada criação da Empresa Júnior do campus
Início do conteúdo da página Notícias

Aprovada criação da Empresa Júnior do campus

Conselho Superior (Consup) do IFMA aprovou a proposta de criação em reunião corrida no dia 20 de maio
  • Assessoria de Comunicação
  • publicado 24/05/2021 09h24
  • última modificação 24/05/2021 09h24

Reunião do Consup em que foi aprovada a criação da Empresa Júnior ocorreu em plataforma virtual. 

O Conselho Superior (Consup) do IFMA aprovou, por unanimidade, a criação da Empresa Júnior do Campus Bacabal. O pedido foi apresentado pelo pró-reitor de Extensão do Instituto, Carlos Alexandre Amaral Araújo, durante a 1ª Reunião Extraordinária do Consup, ocorrida no dia 20 de maio.

A criação da Empresa Júnior (EJ) do Campus Bacabal tem a anuência da Direção-Geral da unidade de ensino, que vai ceder um espaço físico no campus para o funcionamento da empresa. A empresa é um projeto de extensão multidisciplinar, que será acompanhado pelo Departamento de Extensão e Relações Institucionais do Campus Bacabal, envolvendo as coordenações de cursos superiores do campus – Bacharelado em Administração, Licenciatura em Química e Tecnologia em Alimentos. O projeto tem financiamento de recursos da Pró-Reitoria de Extensão (PROEXT) para as atividades de criação e implantação da empresa no campus.

A equipe de discente será composta por alunos dos diferentes cursos de Ensino Superior do Campus Bacabal (Administração, Química e Tecnologia em Alimentos). Já a coordenação-geral do projeto ficará a cargo do professor Edvaldo Filho, da área de Contabilidade. “A implantação da Empresa Júnior do Campus Bacabal é um marco importante na trajetória dos cursos superiores do campus por representar um passo definitivo na integração acadêmica do IFMA com o mercado de trabalho bacabalense. Essa relação proporcionará benefícios mútuos e as expectativas são as melhores”, afirmou Edvaldo Filho.

A Empresa Júnior terá suporte e orientação de uma robusta equipe de professores das diferentes áreas de conhecimento do campus, proporcionando uma composição multiprofissional abrangendo várias possibilidades de atuação e permitindo maior integração entre os cursos de graduação do campus. Uma das finalidades é permitir que os alunos vivenciem experiências além do contexto universitário, aliando teoria acadêmica e prática profissional com suporte dos professores, solucionando demandas reais do mercado local e estimulando o empreendedorismo. Outro propósito é inserir os cursos superiores do campus no contexto econômico de Bacabal, por meios da oferta de serviços ao mercado local.

Para o professor Silimar, da área de Administração e atualmente o Chefe do Departamento de Extensão e Relações Institucionais, contribuirá com o desenvolvimento das empresas locais. “A Empresa Júnior será uma vitrine do campus Bacabal perante o empresariado local. Ela prestará relevantes serviços de consultoria, tornando acessível, para esses pequenos e médios empresários, projetos de melhoria da qualidade dos negócios, alavancando ainda mais o desenvolvimento dos aglomerados produtivos locais. Com relação aos nossos alunos, ela trará enormes benefícios na experiência vivencial deles, que terão o primeiro contato com uma empresa real em funcionamento”, destacou.

O coordenador do Curso de Bacharelado em Administração, professor Ailson Lopes, afirmou estar otimista com o projeto. “A Empresa Júnior fortalecerá a imagem institucional do IFMA Campus Bacabal. É uma grande oportunidade para desenvolvermos vários projetos interdisciplinares com todos os cursos de graduação do nosso campus, mantendo uma forte relação com o arranjo produtivo local e com os empreendedores da região do Médio Mearim. Além disso, a Empresa Júnior funcionará como um laboratório para os nossos alunos, aproximando-os cada vez mais do mercado de trabalho e desenvolvendo as competências necessárias para sua formação acadêmica”, disse.

Para o professor de Economia Eder Johnson, um dos idealizadores do projeto, uma das vantagens do projeto é a oportunidade para que os estudantes desenvolvam experiência profissional. “A Empresa Júnior proporcionará a experiência empresarial aos nossos alunos e irá colaborar com as práticas de gestão para as empresas locais, aproximando-as do IFMA”, comentou.

O projeto da empresa tem respaldo na Lei nº 13.267, de 6 de abril de 2016, que disciplina a criação e a organização das associações denominadas empresas juniores, com funcionamento em instituições de ensino superior. A lei é considerada o Marco Legal da Educação Empreendedora no Ensino Superior. O amparo legal no IFMA para o estímulo e esse tipo de empreendimento encontra-se no Fascículo-I (EMPRESAS JUNIORES), da Política de Empreendedorismo do IFMA, Resolução nº 123 de 12 de dezembro de 2016 (CONSUP-IFMA).

 

 

 

registrado em:
Fim do conteúdo da página