Ir direto para menu de acessibilidade.
Portal do Governo Brasileiro
  • Acessibilidade
  • Alto Contraste
  • Mapa do Site
  • PortugueseEnglishSpanishChinese (Simplified)FrenchGermanItalian
Página Inicial > Notícias > Campus promove evento sobre mulheres na ciência
Início do conteúdo da página Notícias

Campus promove evento sobre mulheres na ciência

Os participantes lembraram mulheres que contribuíram com grandes descobertas  
  • Ascom, com informações do campus
  • publicado 07/06/2019 09h51
  • última modificação 07/06/2019 09h51

Com o objetivo de valorizar as mulheres que trilham a carreira da pesquisa, contribuindo para o desenvolvimento social em toda sua amplitude, alunos do 3º período do curso de Licenciatura em Química do Instituto Federal do Maranhão – Campus Bacabal – realizaram, na última quarta-feira, 05, o evento Mulheres na ciência. A proposta é sugerida pelos “Químicos do Brasil”, que elaboram nacionalmente ações em comemoração aos 150 anos da tabela periódica, com a finalidade despertar interesses pela Química e ressaltar a importância da ciência no desenvolvimento da sociedade.

De acordo com a Direção, a mensagem central da atividade foi valorizar a ideia de que a mulher é capaz de conquistar o lugar de importância que aspirar, bastando, para isso, um pouco mais de ousadia para ultrapassar as pedras no caminho. Os participantes recordam que inúmeras foram as mulheres que contribuíram com grandes descobertas e citam Carolina Bori, Nise da Silveira, Enedina Alves Marques, entre outras.

“Muitas são revitalizadas nas figuras de docentes pesquisadoras, que relataram suas trajetórias árduas, contudo vitoriosas na vida acadêmica”, apontam os organizadores, lembrando que a mulher enfrenta uma jornada muito além do que é estabelecido em seu trabalho, obrigada a mostrar-se capaz constantemente, uma vez que a sociedade patriarcal não dá as devidas condições de conciliar trabalho e vida pessoal.

“Hoje, as pesquisadoras desconstroem a ideia de que para estudar e ter um lugar de relevância social não necessariamente precisa ser mãe e viver somente para isso, e que ser mãe não deve ser empecilho para voltar à vida acadêmica”, avaliam.

Fim do conteúdo da página